Todos nós já sabemos as medidas mais importantes para prevenir a propagação da doença pelo novo coronavírus (COVID-19), começando pelo distanciamento social. No entanto, um estado nutricional adequado contribui para um melhor sistema imunitário e, por sua vez, para uma melhor recuperação em situação de doença. Os idosos são um dos grupos de maior risco para desenvolver doença grave por COVID-19 e, assim, é fundamental que este grupo etário adote medidas para reduzir este risco sendo a principal o distanciamento social. No entanto, esta medida de prevenção poderá ter como consequência a degradação do estado nutricional do idoso. Poderá não haver tanta disponibilidade alimentar com menos idas regulares aos supermercados, o que pode levar à falta de alimentos em casa.

Assim, a DGS – Direção Geral da Saúde elaborou um conjunto de orientações para promover uma alimentação adequada na população idosa que lhe apresentaremos de seguida:

  • Consumir 2 a 3 porções de leites e derivados;
  • Consumir 2 a 3 peças de fruta por dia;
  • Incluir leguminosas (ex: grão de bico, feijão, lentilhas, ervilhas…) no seu dia-a-dia alimentar, pelo menos 3 vezes por semana;
  • Incluir sopa nas refeições principais. Além de um bom aporte de vitaminas e minerais, contribui para a sua hidratação;
  • Uma boa ingestão proteica: incluir sempre carne, peixe ou ovos nas suas refeições principais;
  • Consumir frutas oleaginosas entre 1-3 vezes por semana, como as nozes ou amêndoas;
  • Fazer pequenas refeições várias vezes ao dia de modo a contornar a possível falta de apetite;
  •  

E para finalizar não nos podemos esquecer de um bom consumo de água (aproximadamente 8 copos por dia). É importante manter um bom estado de hidratação no idoso e, desta forma, é de extrema importância a sua oferta regular, principalmente nos casos de idosos mais dependentes. Não nos podemos esquecer que há uma diminuição da sensação de sede no idoso e, desta forma, quem o rodeia deve estar atento a este fator. As infusões ou águas aromatizadas com frutas podem ser também uma excelente opção.

Vamos então estar atentos e cuidar deste grupo de maior risco, incluindo nossos familiares, amigos ou vizinhos, para quem o isolamento social torna-se ainda mais importante, e a garantia de um bom estado nutricional também.

Recomendações da DGS:

COVID-19 e estado nutricional dos idosos

Nutricionista Sara Sanches (2533N)