Afinal o que é o HIIT? Será que posde fazer? Que resultados pode esperar deste tipo de treino?

Apesar de por vezes não associar o tipo de treino aos desportos que costuma acompanhar, ele faz parte de quase todos eles. Desde o futebol ao basket, passando pelo hóquei ou voleibol, o surf ou o atletismo, todos estes atletas fazem treino de alta intensidade nos seus desportos, quer quando estão a treinar, quer quando estão a competir.

Mas não são apenas os atletas que o podem fazer. De uma forma muito simples, define-se treino de alta intensidade como períodos curtos de treino em que se vai ao limite, seguido de um período de recuperação, repetindo estes intervalos várias vezes. O objetivo da recuperação é poder recuperar, para depois voltar a dar o máximo. Os períodos de treino podem ir entre 5 segundos até 2 minutos a dar o máximo, seguidos de recuperações proporcionais ao tempo de treino que se realiza. Recomenda-se que faça no máximo dois treinos deste tipo por semana, combinado com outros tipos de treino. O tempo total do treino deverá ser de 30 minutos para poder obter o máximo de resultados que se pretende.

Mas afinal o que significa dar o máximo em cada período de treino?

Se tiver um cardiofrequencímetro, pode medir estes valores baseados na sua frequência cardíaca. Durante cada período deve atingir 85% a 90% da sua frequência cardíaca máxima. Se não tiver estes aparelhos, pode verificar o seu esforço através da sua respiração. Sempre que ficar muito ofegante, por exemplo se não conseguir dizer o seu nome completo sem fazer pausas, é porque certamente está muito ofegante e está a dar o seu máximo.

Este tipo de treino pode ser realizado por todos, já que pode ser adaptado à capacidade física de cada indivíduo, dado que faz no seu ritmo, desde que esteja a dar o seu máximo. No início dá o seu máximo e vai ficar rapidamente muito ofegante. Com o tempo, vai levar mais tempo até ficar muito ofegante. Significa que está a melhorar a sua condição física.

Os benefícios associados a esta metodologia são: aumentar a sua condição física, perda de massa gorda e aumentar o gasto calórico após o treino (efeito EPOC, onde o consumo de calorias que o corpo usa para recuperar do esforço realizado é superior face ao aumento de consumo de oxigénio pós-treino).

Boas aulas e bons treinos!