O Método Pilates é uma forma de exercício que ajuda a melhorar a postura do nosso corpo, liberta a tensão dos nossos músculos e articulações e desenvolve a força muscular. Na maioria dos casos é aconselhado Pilates para o tratamento de lombalgias, hérnias, escolioses, entre outras patologias.


Como se trata de uma modalidade que ativa e reforça em grande foco a zona pélvica e o core (todos os músculos à volta do tronco), é um tipo de exercício muito aconselhado para as mulheres que querem engravidar.

Durante a gravidez deve ter em atenção quais os exercícios que podem pôr em risco a gestação e podem trazer lesões para o corpo da mulher após o parto.

“Eu já faço pilates há anos! Descobri que estou grávida e tenciono continuar a fazer as minhas aulas! Há algum problema?”
Em primeiro lugar deve falar com o seu médico(a) e pedir uma autorização para fazer aulas de pilates. Depois, deve informar o professor responsável da aula do seu estado e perceber quais os exercícios que podem por em risco a gestação do seu bébé.
Existem relatos de grávidas, com elevada experiência em Pilates que continuaram a fazer as suas aulas, sem restrições, e não tiveram qualquer tipo de consequência para o feto. No entanto, temos de ter consciência que estamos a caminhar numa zona de risco e estamos a lidar com a vida de um ser extremamente frágil. Mesmo que o corpo da mulher esteja preparado naturalmente para proteger o feto, através de mudanças que acontecem a nível da zona lombar e abdominal, é preferível prevenir e ajustar os exercícios.


“Então… quais os exercícios de pilates que eu devo ou não fazer durante a gravidez?”

A gravidez é uma das fases mais bonitas na vida e no corpo de uma mulher, mas também muito exigente na escolha dos exercícios que as façam sentir bem e seguras.
O Método Pilates oferece uma série de exercícios seguros e adaptados a cada fase da gravidez. No entanto, informar o professor de que está grávida é o primeiro e o mais importante passo a realizar antes de frequentar uma aula de grupo. Pois só estará realmente segura se os exercícios forem adaptados a si e ao seu bebé, mesmo que já seja uma adepta do exercício, por natureza.
Cada corpo é um corpo e o melhor deste método é que se adapta a cada um.
Durante a gravidez deve evitar realizar todos os exercícios que possam colocar a gravidez em risco, optando pela adaptação do método às várias fases da gestação.

“Após o parto é aconselhável voltar às aulas de Pilates?”
Após o Parto é aconselhável voltar a fazer Pilates ou mesmo iniciar a modalidade, mas sempre com o consentimento do médico e do professor da aula. Como a recuperação da zona abdominal e pélvica é demorada, deve realizar os exercícios num nível baixo de intensidade.

Antes de começar fale com o seu médico. Assim que se sentir preparada, conte com a ajuda dos nossos professores para que viva esta fase em plena harmonia, respeitando o seu corpo e o seu bebé! Conte connosco!