Não existe melhor forma de praticar exercício físico, do que com a família em clima de alegria e muita diversão. No entanto, sabemos que é cada vez mais normal que as crianças evitem este tipo de atividades, pois é oferecida uma variedade de tecnologia, como videojogos, computadores, telemóveis, televisão, etc… Este tipo de atividades pouco contribuem para um estilo de vida e rotina saudáveis.

Sabemos que o exercício físico é fundamental para o desenvolvimento da criança, sendo a infância a melhor altura para trabalhar os movimentos. O desenvolvimento motor contribui para minimizar vários problemas como:

  • Permite melhorar e corrigir a postura corporal, favorecendo o equilíbrio;
  • Minimiza o aparecimento de doenças relacionadas com o sedentarismo como obesidade infantil;
  • Ajuda a libertar o stress, melhorando a capacidade emocional;
  • Aumenta a autoestima;
  • Promove a saúde e a interação social.

  Podemos aproveitar este período para realizar atividades físicas em família, devendo todos os exercícios ser supervisionados pelos adultos. Esta partilha irá fortalecer os laços entre pais e filhos, aumentando a empatia e a confiança existente. Todos os exercícios devem ser explicados às crianças para que conheçam os objetivos e os desafios que terão de superar. Os estímulos cedidos também devem ser variados como por exemplo o recurso aos números, sons variados, cores diversificadas, deslocamentos com várias partes de corpo, etc… As atividades e brincadeiras apresentadas são autênticos treinos, permitindo o trabalho de diversos grupos musculares. 

Para uma ativação geral podemos optar por uma pequena corrida ou a realização do jogo da apanhada. Para quem tem mais espaço em casa, podemos realizar jogos de futebol, basquetebol, etc…, saltos à corda, jogo da macaca, etc. Num local com espaço mais reduzido podemos optar por fazer circuitos com auxílio de cadeiras, sofá, mesa, almofadas, etc…, dançar, caça ao tesouro pela casa, ténis com balão, etc. Podemos ainda associar aos exercícios físicos e desenvolvimento intelectual (exemplo: saber a tabuada, contas de somar ou subtrair, etc…). Necessitamos apenas de criatividade e imaginação para realizarmos várias atividades físicas capaz de serem prazerosas para as crianças. Mantenham as crianças ativas e teremos crianças felizes.