Quanto mais ativa uma pessoa é, menos limitações físicas ela tem.

Dentro dos inúmeros benefícios que a prática de exercício físico promove, um dos principais é a proteção da capacidade funcional, principalmente da população sénior.

Por capacidade funcional refere-se ao desempenho para realizar atividades do quotidiano ou da vida diária, como por exemplo vestir-se, tomar banho, levantar, sentar e caminhar.

Um estilo de vida inativo fisicamente pode ser uma das causas principais para não poder realizar as atividades da vida diária, porém, de acordo com estudos, um programa de exercício físico regular beneficia e promove melhoria na aptidão física.

Os componentes da aptidão física relacionados com a saúde que podem ser influenciados pela atividade física são a força, a flexibilidade, a resistência muscular e a aptidão respiratória.

Para além destes fatores, a nível psicossocial a prática de atividade física alivia a depressão, melhora a autoestima e a autoconfiança.

A prática de atividade física nas populações seniores é sem dúvida uma mais valia, pois concede-lhes a oportunidade de independência, mantendo as suas capacidades de realizar atividades quotidianas sem o auxílio de outros por um tempo maior, mantendo-os em evidência na sociedade e tornando-os autónomos e saudáveis.