Os músculos abdominais representam grande importância na estabilização da zona lombar e no controlo do posicionamento do tronco no espaço. Estes têm camadas mais profundas e mais superficiais, englobando: músculo transverso do abdominal, obliquo, obliquo externo e o reto abdominal.


A musculatura abdominal tem três funções básicas:

  • A Estabilização é a principal função, pois ajuda a prevenir lesões na coluna e é fundamental uma vez que a utilizamos durante todo o dia quer estejamos sentados ou a realizar qualquer atividade.
  • A Rotação é um dos pilares de movimento e é um exercício bastante completo pois, para além de ser trabalhado em quase todas as atividades do dia-a-dia, é muito utilizado em desportos.
  • A Flexão do tronco é a função mais comum, exercitando os abdominais infra e supra obliquo e o reto abdominal.

  • Uma musculatura abdominal forte impede que ocorram também as hérnias intestinais, que é quando uma alça do intestino “vaza” pela parede do abdómen, podendo levar a graves consequências se não tratadas a tempo. Além disso, não podemos deixar de citar que uma musculatura abdominal forte permite movimentos mais coordenados e precisos de membros inferiores!

  • Por esta razão, simplesmente fortalecer as pernas sem fortalecer a musculatura abdominal pode resultar em diversas compensações com a coluna, gerando lesões graves, como por exemplo, hérnia de disco.
    Outra razão para a importância de abdominais fortes é no momento da gravidez, na prevenção de diástase abdominal. A diátese abdominal é o afastamento dos músculos abdominais e do tecido conjuntivo, que geralmente acontece durante a gravidez, sendo a principal causa de flacidez abdominal e dor lombar no pós-parto.


Com tudo isto, devemos fortalecer o nosso abdominal, visto que a contração harmónica dos músculos que o compõem proporciona estabilidade estática e dinâmica do tronco. Isso é válido tanto para as atividades quotidianas como para a prática desportiva.


Esperamos por si! Bons Treinos!